fundo parallax

O rendimento do leite de búfala

Comportamento do búfalo por Acribu RS
Se bem manejado, o búfalo é um animal extremamente dócil
21 de novembro de 2016

C om grande potencial e rusticidade, os bubalinos ganham espaço na pecuária leiteira do país. Mais adaptáveis a qualquer condição de clima ou solo, o manejo é facilitado quando comparado aos bovinos. Além disso, os resultados apresentados pelos búfalos são extremamente difíceis de serem alcançados com vacas e bois. Com média de natalidade em torno de 85%, os animais produzem no Rio Grande do Sul cerca de sete litros de leite por dia, produto muito valorizado no mercado devido à sua riqueza em gordura, proteína e minerais.

Com os búfalos, é possível produzir leite em condições de manejo mais simples do que com o rebanho bovino. Por isso, a rotina de ordenha de um produtor que já está habituado a trabalhar com gado bovino não seria alterada. Na questão da alimentação, por exemplo, os búfalos são mais capazes de transformar pastagens ruins, como o capim annoni, em alimento de qualidade, como seu leite e sua carne.

Pela riqueza de gordura , proteína e minerais , o leite de búfala tem boa rentabilidade. Para produzir 1kg de queijo a partir de leite de búfala, por exemplo, são necessários seis litros de leite. Ao fazer o mesmo trabalho com bovinos, serão precisos 10 litros de leite.

Pela alta demanda e rendimento industrial o leite de búfala é hoje cotado a um valor bem superior ao bovino. Essa discrepância decorre do melhor rendimento industrial e déficit da matéria-prima no mercado e, por isso, seria um erro dizer que o búfalo é menos produtivo ou que rende menos ao produtor.